sábado, 16 de março de 2019

Wittgenstein: 

                                                       
Image result for fotos wittgenstein



"O ser humano na campânula vermelha"(fragmento de carta) *

""Se compararmos o ideal puramente espiritual(religioso) com a luz branca, então poderemos comparar os ideais das diversas culturas com as luzes coloridas que surgem
quando a luz pura brilha através de vidros coloridos. Imagine uma pessoa que desde o nascimento sempre viveu em um lugar no qual a luz penetra apenas através de vidraças vermelhas. Essa pessoa talvez não possa imaginar que existe uma outra luz além da sua(a vermelha), ela irá encarar a qualidade vermelha como essencial à luz em certo sentido não se dará conta da cor vermelha da luz que a cerca. Em outras palavras: tomará sua luz por 'a' luz e não por um tipo especial de turvação da luz(o que na realidade ela é). Essa pessoa se movimenta então ao redor de seu espaço, contempla os objetos, julga-os etc. Mas dado que o seu espaço não é o espaço, mas apenas uma parte do espaço-limitada pelo vidro vermelho-, então ela forçosamente esbarrará nos limites desse espaço se se movimentar para suficientemente longe. Então podem ocorrer coisas diferentes: primeiro reconhecerá a limitação mas não conseguirá romper o vidro e se resignará. E dirá: 'Então a minha luz não era afinal a luz. Podemos apenas pressentir 'a' luz tendo de nos dar por satisfeitos com a nossa luz turva'. Essa pessoa ficará então bem-humorada ou melancólica ou os dois alternadamente. Pois o humor + melancolia são estados de espírito da pessoa resignada.""

  
""(...) Uma outra pessoa irá topar com o limite do espaço mas não terá clareza de que se trata do limite e tomará a coisa como se tivesse topado com um corpo dentro do espaço. Para essa pessoa não há efetivamente nenhuma alteração, e ela continua a viver como antes.(...)""

  
""(...) Uma terceira pessoa finalmente diz: Tenho de atravessar 'o' espaço e 'a' luz. Ela quebra o vidro e sai dos seus limites para o espaço aberto.(...)""

  
-Wittgenstein, Ludwig-Luz e sombras:...-São Paulo; Martins Fontes-selo Martins; 2012; (coleção tópicos); pgs.: 68 e 69.


*provavelmente escrito em 1925, de Wittgenstein para sua irmã Hermine.

_______________
_________________
___________________

Neste fragmento é possível identificar o contexto assim como a preocupação cultural de Wittgenstein em sua época(...). Acredito que seja oportuno acrescentar sobre a influência recebida do movimento Krausiano1 na efervescente Viena do período. Ou seja, a forma de abordar proposta pela filosofia da linguagem que irá culminar, de forma coincidente ou não, com a modernidade. Isto é, Wittgenstein reconhece uma terceira pessoa que atravessa 'o' espaço e 'a' luz como representante da ruptura de um contexto enquanto apreensão-compreensão dos limites deste mesmo contexto(...). Talvez aí, neste momento de ruptura, estabeleça-se a noção de uma determinada luz em comparação a outras tantas luzes, à translucidação cultural.
Como possível extenção desta apreensão-compreensão, pode-se afirmar, com Wittgenstein, que manifesta-se o sentimento de melancolia + o humor(ironia), o que certamente arrebata. Portanto, novamente, estabelece-se um outro estado de espírito que faz resignar-se, que angustia. Ou ainda, como espera o próprio Wittgenstein, que seja motivo para ansiarmos em expectativas de novas reflexões filosóficas ou mesmo o reencontro com o espírito através de luz neutra(...).

"Pode-se, portanto, dizer: uma pessoa importante tem sempre, de alguma maneira, relação com a luz (isso a torna importante) se ela vive no meio da cultura, então tem relaçao com a luz colorida se chega aos limites da cultura então tem de se confrontar com essa cultura, e é então esse confronto sua forma+intensidade que nos interessa nela o que nos prende à sua obra."                                                                                                
  (Wittgenstein, L.- Luz e sombras... pg.: 70)

1referente ao filósofo alemão Karl C.F. Krause.

 (DANIEL ARAÚJO-colaborador/administrador do site/blog)

_______________
____________________
_________________________











                             
                    

5 comentários:

  1. Gostaria de fazer alusão ao movimento da filosofia da linguagem na Viena de Karl Krausio que proporcionou novas formas de abordar a filosofia em toda sua extensão...
    Aliás vale mencionar os tantos Austríacos influenciados pelo período como: Freud, Carnap, Wittgenstein, etc...

    ResponderExcluir
  2. Testando comentários..

    ResponderExcluir
  3. Realmente política é um pega-estica-e-puxa imprevisível...!!!

    ResponderExcluir
  4. parabéns pelo Site , Prof. Daniel ; tomei a liberdade de adicionar um link em meu blog , para que pessoas que visitarem me possam facilmente achar seu site que agora é um de meus parceiros . vou visita lo sempre !

    ResponderExcluir

Colabore de formas crítico-construtiva e criativa...